17 de maio de 2022

Mestre Felipe Marçal

Taekwondo Blumenau

Taekwondo é uma arte marcial que transforma vidas e nos ensina que não há limites

Taekwondo é uma arte marcial que transforma vidas e nos ensina que não há limites

Taekwondo, uma arte marcial que transforma vidas e nos ensina que não há limites

Apresentamos a história de Nico, um menino de 4 anos que poucos dias após o nascimento detectou um quadro neurológico que deixava sequelas como paralisia cerebral e deficiência auditiva. Hoje o Taekwondo faz parte da vida dele e de sua mãe.

Domingo passado no programa MASTKD en tu MENTE, um espaço no MASTaekwondo.com em que a Psicóloga Desportiva Laura Roca (3º DAN) juntamente com Kimberly Nosa , Treinadora de Desenvolvimento Pessoal, discutem vários temas relacionados com a nossa arte marcial, onde o psicológico, a parte emocional é coberta e histórias maravilhosas que inspiram são visíveis.

Aprendemos a história de Nico , um menino de 4 anos e meio, que poucos dias após o nascimento detectou um quadro neurológico, uma encefalopatia bilirrubínica decorrente de icterícia grave. Deixando sequelas como paralisia cerebral e deficiência auditiva.

Podemos concordar que tudo o que foi dito antes suporia para a maioria muitas limitações e talvez entre elas nunca imaginar uma abordagem às artes marciais como o Taekwondo.

Não para Mónica Grajales , mãe de Nico, que no início da pandemia teve que abrir as terapias especializadas que Nico recebia para suas múltiplas necessidades devido a questões de quarentena, distanciamento, infecções, etc. Para fazer tudo isso em casa. Depois de um tempo o estresse em casa devido ao confinamento foi se tornando cada vez maior, por isso resolveram buscar opções para integrar toda a família em novas atividades.

“DEPOIS DE SABER, ACEITAR O QUE ESTAVA ACONTECENDO COM MEU FILHO E PASSAR PELA CRISE, QUERÍAMOS BUSCAR TODAS AS OPÇÕES POSSÍVEIS PARA MELHORAR SUA QUALIDADE DE VIDA E CRESCER”.

“Quando a pandemia começa, nos obriga a nos isolar, depois de vários meses de confinamento, o que aconteceu com a maioria aconteceu com estresse, ansiedade. Procurávamos algo em que todos pudéssemos nos incluir e foi assim que chegamos a TAEKWONDO ” , alude Mónica.

Graças a uma rede de apoio, um amigo da família praticante de artes marciais é quem os orienta na escola onde hoje treinam, o Clube Pan-Americano de Taekwondo Búfalos.

Para o treinamento Mãe e filho utilizam um arnês feito especialmente para ambos , que desempenha um papel fundamental para que Nico possa executar todos os exercícios auxiliando na sua mobilização. Isso significa que Monica, a mãe de Nico, realiza cada um dos exercícios e aprende cada uma das técnicas. “Este arnês faz-nos a nós próprios, ajuda-nos a movimentar e a executar cada uma das técnicas e movimentos, faz com que o corpo do Nico fique firme, com a postura correcta e consegue estabilizá-lo”, afirma Mónica.

Taekwondo, uma arte marcial que transforma vidas e nos ensina que não há limites

O arnês atendeu todas as expectativas, porém, o movimento dos pés era um pouco limitado, então surgiu a ideia de fazer sapatos especiais onde ambos pudessem se mover com conforto. Eles têm calçados especiais feitos por um professor de Taekwondo que se dedica à área de calçados, quando soube do caso que queria ser aquele que com essa contribuição pudesse ajudar no desenvolvimento de Nico.

O arnês atendeu todas as expectativas, porém, o movimento dos pés era um pouco limitado, então surgiu a ideia de fazer sapatos especiais onde ambos pudessem se mover com conforto.  Eles têm calçados especiais feitos por um professor de Taekwondo que se dedica à área de calçados, quando soube do caso que queria ser aquele que com essa contribuição pudesse ajudar no desenvolvimento de Nico.

Antes de tudo isso, Nico não tinha muita proximidade com outras crianças, incluí-lo na parte social era algo que os inquietava, pois era essencial para o seu desenvolvimento. Ser incluído por seus companheiros de Taekwondo repercutiu bem no seu progresso, no jogo, nas aulas ele é apenas mais uma criança. O taekwondo o ajudou a entender certas instruções, na parte física ajuda muito a tonificar o corpo e sua postura. 

O taekwondo deu-lhes um sentimento de pertença e ajuda na parte emocional, uma vez que, como a grande maioria, o problema da pandemia gerou certos episódios de ansiedade. É aqui que eles podem descarregar toda essa energia e renová-la para coisas mais positivas, com foco nos novos desafios que cada treinamento lhes traz.

“O taekwondo proporcionou-me muito aprendizado, crescimento pessoal, nos sentimos acolhidos, tornou-se algo muito importante para toda a minha família”, afirma Mónica.

Mãe e filho já participaram de um campeonato de Poomsae onde conquistaram uma medalha, sem dúvida o Nico a recebeu com a maior alegria.

A professora de Taekwondo com quem eles treinam se chama Alejandra Rojas, que foi a primeira vez que a família se aproximou do Taekwondo.

“Recebemos o Nico e toda a sua família, de braços abertos desde o primeiro momento, pois como clube consideramos que os limites estão na cabeça. Inclua-o como qualquer outra criança do clube, educando sobre o assunto todas as crianças e pais do clube ”, diz a professora.

A princípio, nas primeiras semanas ele menciona ter tido algumas dificuldades de compreensão e comunicação, porém com o passar do tempo consegue reconhecer suas expressões e emoções, o que faz com que tudo flua melhor.

Entender que cada criança é um universo completamente diferente e que professores, professores, precisam ser formados para se adaptar às necessidades de cada um é fundamental. A base para avançar é, treinador, aluno e família, isso faz com que o grande progresso do Nico seja visto, a inclusão deve sempre prevalecer no Taekwondo.

“Não se trata apenas de querer que sejam campeões, mas de ajudá-los a dar pequenos passos para que saibam tudo de que são capazes. A infância é a etapa mais importante, onde se lançam os melhores alicerces”, afirma Alejandra, professora de Nico.

Transformar situações que na época pareciam impossíveis, faz histórias como a de Nico e sua família, que através do Taekwondo encontraram um refúgio que cada vez mais se permite superar, quebrar barreiras, estereótipos, limitações e demonstrar ao mundo do que são capazes , é inspirador para qualquer pessoa.

Para finalizar Monica, a mãe de Nico nos deixa um grande recado:

“ Gostaria de mandar um recado para mães e pais de crianças como o Nico, acreditamos neles e na sua força, tendemos a ver as crianças com deficiência como seres frágeis e na maioria dos casos são o contrário, são muito fortes, você pode conseguir quase tudo, apesar das limitações, basta procurar os caminhos. Vamos quebrar as condições que a sociedade nos impõe, no sentido de vê-los com limites. 

Família Taekwondo, vamos compartilhar essa história maravilhosa para inspirar mais pessoas a treinar nossa arte, mas também para criar consciência sobre a questão da inclusão e acima de tudo a preparação que professores e treinadores devem ter para atender cada uma das necessidades de nossos alunos e permitir que eles. brilhar em diferentes áreas.

Esperamos por você todos os domingos em nossas transmissões ao vivo na página do Facebook de Mastaekwondo.com com MASTKD em sua MENTE .

Fonte: http://mastkd.com/2021/07/el-taekwondo-un-arte-marcial-que-transforma-vidas-y-nos-ensena-que-no-hay-limites/

Para entrar em contato comigo, mandar sugestões de vídeos, informar erros, etc.. CLIQUE AQUI e preencha o formulário.

Compartilhar: